Trump anuncia plano para reabrir a economia em fases a partir de 1 de maio


Ontem, o presidente Trump revelou novas diretrizes para ajudar os estados a reabrirem seus negócios em fases a partir de 01 de maio de 2020.



As diretrizes são divididas em três fases com requisitos básicos que devem ser respeitados como práticas de higiene (como lavar as mãos e usar máscaras em público); o número de novos casos da Covid-19 tem que estar em queda por 14 dias e os hospitais têm que estar operando normalmente, sem situação de crise.


Com a decisão do governo federal, caberá ao governador de cada estado determinar quando o plano “Opening Up America Again” (em tradução: Abrir a América Novamente) entrará em vigor.


Essas diretrizes e as decisões sobre quando e como abrir serão de responsabilidade de cada estado individual. Cada governador vai ditar o ritmo de acordo com a sua realidade.

Elaborado com especialistas em Saúde Pública, autoridades disseram que a Casa Branca trabalhará em estreita colaboração com os estados para garantir que os esforços de reabertura sejam realizados com segurança e somente quando os surtos locais forem contidos.

Segundo informado pelo Presidente Trump, as medidas de distanciamento social deverão ser mantidas ATÉ O FINAL DO ANO, no entanto, já existe um plano traçado para reabertura e volta à normalidade.


Os empregadores ainda devem adotar práticas de distanciamento social, verificações de temperatura, testes e saneamento em seus locais de trabalho.


Grandes locais, incluindo alguns restaurantes e até mesmo o complexo Walt Disney World, podem operar sob rigorosos protocolos de distanciamento social quando reabertos, mas ainda não há declaração oficial de quando acontecerá. Por enquanto, os parques continuam fechados por tempo indeterminado.

Shanghai Disneyland foi o primeiro parque a fechar em 25 de janeiro de 2020, devido ao surto de coronavírus.


A Disneyland de Hong Kong fechou em 26 de janeiro de 2020. E logo depois vimos o Toyko Disney Resort seguir o exemplo.


Enquanto os parques no resto do mundo iam fechando, Walt Disney World começou a tomar ações proativas desde fevereiro incluindo mais estações de desinfetante para as mãos e limpando e higienizando as almofadas de impressão digital nas entradas do parque entre cada hóspede.


Mas não teve jeito. O vírus chegou na Flórida e foi se espalhando muito rapidamente.


A Disneyland na Califórnia fechou no sábado, 14 de março (e os hotéis permaneceriam abertos até 16 de março), e Walt Disney World, teve seu último dia de operações no domingo dia 15 de março, assim com a Disneyland Paris.


Falando de Walt Disney World, dia 15 de março, domingo, foi o último dia de operações. Logo depois, todos os hotéis, lojas e complexo Disney Springs encerraram suas atividade no dia 20 de março.

A decisão de fechar os parques foi tomada depois que os governos locais emitiram avisos públicos para adiar ou cancelar grandes eventos ou aglomeração de pessoas até que o vírus pudesse ser contido.


No que diz respeito à reabertura dos parques e como seria o processo, Bob Iger, ex CEO da Disney, inclusive já comentou recentemente em entrevista ao Barron's que as verificações de temperatura eram apenas um exemplo de métodos que eles podem implementar para ajudar os hóspedes a se sentirem mais seguros e à vontade. Contamos AQUI!

Hoje, 17 de abril de 2020, seria a estréia oficial do novo espetáculo do Cirque Du Soleil “Drawn to Life" em Disney Springs.