NBA reinicia temporada no Walt Disney World Resort a partir de 31 de julho

Cúpula da liga aceita quase por unanimidade reinício dos jogos, com finais previstas para outubro deste ano.


Liga faz ajustes no regulamento para reiniciar partidas em uma sede única, em Orlando.


Os jogos, que ocorrerão a partir de 31 de julho deste ano, serão todos realizados no complexo ESPN Wide World Of Sports, em Walt Disney World Resort, em Orlando.


O ESPN Wide World of Sports Complex, que conta com mais de 10 mil hectares de tamanho e já recebeu duas vezes o NBA Global Championship Junior, está com as operações interrompidas desde o dia 15 de março, quando todo o complexo da Disney fechou em função da pandemia.


Os treinamentos serão retomados a partir de 30 de junho, e no dia 7 de julho todas as equipes viajarão a Orlando.



A nova temporada da liga recomeçaria já em 1º de dezembro e ainda não foi confirmado se todos os jogadores, técnicos e staff ficarão hospedados nos hotéis do complexo durante os jogos.

Sobre as equipes


O Conselho de Governadores da NBA aprovou um formato de 22 equipes para reiniciar a temporada da liga no final de julho no campus da Disney, em Walt Disney World (Orlando).


Cada um dos 22 times fará oito jogos de temporada regular na sede única para determinar a ordem da classificação aos playoffs. Os sete primeiros times de cada conferência estarão garantidos na pós-temporada.


De acordo com os planos iniciais, 13 equipes da Conferência Oeste e outras nove da Conferência Leste fariam uma espécie de "repescagem" para os playoffs.

Tal formato abarcaria times até seis jogos atrás da última vaga de suas Conferências: New Orleans Pelicans, Portland Trail Blazers, San Antonio Spurs, Phoenix Suns e Sacramento Kings no Oeste e Wizards no Leste.


Mas por que seis jogos atrás? É uma margem de segurança para que a inclusão dos times considerados postulantes aos playoffs seja justa.


“Enquanto a pandemia da Covid-19 ainda nos apresenta um desafio formidável, estamos esperançosos de poder terminar a temporada em uma maneira segura e responsável com base em protocolos rígidos, que agora têm sido finalizados com autoridades de saúde pública e especialistas da medicina. Nós também reconhecemos que, enquanto nos preparamos para voltar aos jogos, nossa sociedade está sofrendo das tragédias recentes de violência racial e injustiça, e nós vamos continuar trabalhando proximamente com nossas equipes e jogadores para usar recursos coletivos e assim influenciar esses temas de maneira real e concreta“ - disse o comissário da liga, Adam Silver.