• Monica Coscarella

Fronteira com EUA será aberta no dia 08 de novembro

A Casa Branca anunciou hoje, sexta-feira 15 de outubro de 2021, por meio do secretário de imprensa assistente da Casa Branca, pelo Twitter, que suspenderá as restrições de viagem para estrangeiros totalmente vacinados de mais de 30 países, a partir de 8 de novembro, nas fronteiras terrestres e aéreas e o CDC acabou de publicar uma atualização confirmando no seu site.

Agora é oficial!


Agora é oficial! CDC atualiza página e confirma reabertura da fronteira dia 08 de novembro
Fronteira dos EUA será aberta no dia 08 de novembro

A medida vale para todos os países, inclusive o Brasil, e substitui o atual sistema, que restringe o voo de estrangeiros de determinados países e impõe outras restrições, como quarentenas obrigatórias.

Agora à noite o CDC publicou uma atualização no seu site informando oficialmente a abertura da fronteira com EUA e os novos procedimentos, inclusive para crianças. VEJA AQUI!

Abertura da fronteira dos EUA no dia 08 de novembro
CDC atualiza site e confirma reabertura da fronteira no dia 08 de novembro

A Casa Branca anunciou no dia 20 de setembro que reabriria as fronteiras internacionais para viajantes e cidadãos não americanos em "early november", mas hoje já temos uma data: 08 de novembro de 2021.


O secretário de imprensa assistente da Casa Branca, Kevin Munoz, disse hoje cedo no Twitter: "A nova política de viagens dos EUA que exige vacinação para viajantes estrangeiros nos Estados Unidos começará em 8 de novembro. Este anúncio e data se aplicam a viagens aéreas internacionais e terrestres. Esta política é pautada pela saúde pública, rigorosa e consistente."


Se você está planejando viajar, essa notícia é maravilhosa demais!

A hora é essa de marcar o voo e planejar sua viagem para a Terra da Magia!


Importante saber:


Abertura fronteira EUA será dia 08 de novembro
Site do CDC atualiza informações sobre abertura da fronteira nos EUA

Ao chegar aos Estados Unidos, os viajantes totalmente vacinados não estarão sujeitos a nenhuma ordem de quarentena.


No entanto, eles terão que apresentar prova de vacinação, bem como um teste COVID-19 negativo feito dentro de três dias da partida, se eles não forem cidadãos.


Além disso, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA emitirão uma ordem de rastreamento de contato que exigirá que as companhias aéreas coletem números de telefone, endereços de e-mail e outras informações de viajantes que se dirigem aos EUA para alertar os viajantes sobre a exposição potencial ao COVID-19.


As companhias aéreas terão que manter essas informações de rastreamento de contato por 30 dias.


A Casa Branca havia informado anteriormente que todas as vacinas disponíveis nos EUA e as aprovadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) serão aceitas (veja mais abaixo).


Vacinas aprovadas nos EUA.


Atualmente, o CDC considera "totalmente vacinado" contra a COVID-19 quem tomou os imunizantes aprovados para uso emergencial no país: da Pfizer, da Moderna e da Janssen (vacina em dose única da Johnson&Johnson).

  • 2 semanas após a segunda dose das vacinas da Pfizer e da Moderna

  • 2 semanas após a dose única da vacina da Janssen

O site do CDC sobre viagens internacionais faz uma ressalva e diz que "a orientação também pode ser aplicada a vacinas contra a COVID-19 que foram listadas para uso emergencial pela Organização Mundial de Saúde (por exemplo, a vacina de Oxford, AstraZeneza)".


Entre os imunizantes aprovados pela OMS está a CoronaVac, vacina da fabricante chinesa Sinovac que no Brasil é produzida e distribuída em parceria com o Instituto Butantan.


As vacinas autorizadas pela OMS até o momento são as seguintes:

  • Pfizer, BioNTech

  • Moderna

  • Oxford, AstraZeneca- produzida no Brasil pela Fiocruz

  • Janssen (Johnson & Johnson)

  • SinoPharm

  • CoronaVac- produzida no Brasil pelo Instituto Butantan


SOBRE CRIANÇAS

O CDC inclui no site a seguinte informação: “Atualmente, não há limite de tempo pós-vacinação para o status de vacinado completo.

As pessoas são consideradas não totalmente vacinadas se não tiverem completado a vacinação, não puderem ser vacinadas ou não forem elegíveis para vacinas, incluindo crianças com menos de 12 anos de idade.


Cdc regras para international travel
CDC divulga novos procedimentos para viajantes totalmente vacinações